Um verão que vai deixar marcas



A seca extrema é uma condição que Portugal tem vindo a enfrentar de forma crescente e será sem dúvida um dos desafios mais relevantes que vai condicionar o nosso futuro. Setores como a agricultura e o turismo saem muito prejudicados pela falta de água, mas os ecossistemas naturais também sentem essa escassez com muita intensidade.


Percebemos que este é um problema extremamente grave quando zonas que permanecem naturalmente húmidas até na estação estival, como a Bio-Reserva Senhora da Alegria, veem secar os seus pontos de água por evaporação. No vídeo abaixo, resultante da compilação de amostras de fotoarmadilhagem, podemos testemunhar o acontecimento inédito da secagem do primeiro charco aqui construído desde a constituição da Bio-Reserva, em 2019.



Os vários animais que dependem de charcos, lagos e ribeiros, têm neste momento uma dificuldade acrescida para aceder ao bem mais essencial. Esperando por um outono mais chuvoso, terão de se adaptar a estas condições extremas e sobreviver num clima cada vez mais árido.