Pequeno... mas com o poder de salvar gigantes

Para fazer face à praga que tem vindo a afetar inúmeros castanheiros portugueses nos últimos anos, a Milvoz teve a iniciativa de adquirir à RefCast, Associação Portuguesa da Castanha, um conjunto de unidades do parasitóide Torymus sinensis. Este pequeno inseto tem como hospedeiro a vespa das galhas do castanheiro (Dryocosmus kuriphilus), sendo conhecido por enfraquecer as suas populações e, assim, diminuir o impacto sobre aquela que é uma das espécies mais icónicas da nossa flora. A libertação do parasitóide decorreu no mês de Maio, tanto na Bio-Reserva Senhora da Alegria como em certas áreas da serra da Lousã que se prevê virem a integrar a rede de Bio-Reservas da Milvoz.



A vespa é uma espécie exótica invasora que cria galhas nos pecíolos ou na nervura central das folhas, sobretudo nos ramos mais jovens do castanheiro. Este intumescimento dos tecidos enfraquece a planta, o que pode levar a perdas consideráveis na produção de castanhas, comprometendo também a sanidade de uma boa parte da floresta autóctone portuguesa. Com todos os olhos postos no pequeno parasitóide, esperamos poder constatar os seus resultados já no próximo ano.