top of page

Uma Bio-Reserva que guarda magia



É na Serra da Lousã que a nossa primeira Bio-Reserva Integral nasce. Cerca de 70 hectares de habitats de elevado valor patrimonial e conservacionista, este espaço inclui florestas antigas com uma influência humana quase inexistente, desenvolvendo-se sobre solos xistosos, encostas extremamente íngremes e vales húmidos.



O Vale da Aveleira abrange populações centenárias de castanheiros, medronhais climácicos e bosques reliquiais de azereiros. Também marcam presença a aveleira, que dá o nome ao vale, o azevinho ou a cerejeira-brava. O local é cruzado por veados e corços e os cursos de agua atraem a bela salamandra-lusitânica, o lagarto d'água e mesmo o melro-d'água. Nos locais mais soalheiros, podemos deparar-nos com a misteriosa víbora-cornuda.



No quadro da legislação que regula as Reservas Integrais, a presença humana no local será excecional e justificada imperativamente por razões de investigação científica ou monitorização ambiental. A principal ameaça consiste na presença de espécies exóticas invasoras, sobretudo acácias (mimosa e austrália) nas imediações deste espaço. Como prioridade, desenvolveremos ações de controlo e combate a estas espécies de forma a preservar a integridade e a magia do Vale da Aveleira.



Conheça melhor esta Bio-Reserva em: https://www.milvoz.pt/bio-reserva-vale-aveleira.

94 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page