top of page

Serra de Brasfemes arrasada para central fotovoltaica



Parte da Serra de Brasfemes, área de particular valor biológico e habitat para várias preciosidades botânicas, já foi parcialmente arrasada nos últimos dias. A iniciativa é da CIMPOR e passa pela instalação de uma central fotovoltaica ao longo de 12 hectares da cumeada da serra.


Após os repetidos casos que têm vindo a ser expostos nas últimas semanas, este é apenas mais um exemplo da permissividade da legislação atual à destruição de áreas não classificadas de elevado valor biológico. Esta situação crítica, às portas da cidade de Coimbra, é mais um péssimo exemplo a adicionar aos já vários projetos similares altamente danosos para os ecossistemas bem preservados, à escala regional e nacional.

58 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page